Os Melhores e Piores Looks de Krysten Ritter

Para quem não conhece Krysten Ritter é uma atriz norte americana de 31 anos que até pouco tempo protagonizava a divertidíssima série Don’t Trust The B*** on Apartment 23 que teve apenas duas temporadas e foi cancelada.

Acho a imagem dela inconfundível, a altura, o cabelo escuro, curto e com franja é muito marcante e característico. Acredito que por seu cabelo já passar uma imagem tão pesada seus looks mais bonitos são quando ela opta por opções com mais caimento e em cores mais claras.

Neste post trouxe diversos looks ela utilizou em eventos nos últimos meses/anos. E ainda elegi os meus os que considero serem os melhores e os piores.

Melhores:

BFotor092216044

Entre estes três o meu preferido é o look do vestido branco, modelagem, cor, acessórios, penteado, make…achei tudo perfeito! Depois temos ainda um look nude-dourado aonde eu mudaria o penteado, e o mix de renda com sapatos e batom vermelho-alaranjado. Lindos!

Piores:

WFotor0922160619

O Vestido verde achei horrível em tudo, desde as flores a cor, o modelo…ew! O vestido em rosa me parece vestido de formatura dos anos 90 e o preto além de ter deixado ela com uma silhueta muito estranha tem um estilo muito sadomasoquista! 😛

Outros Looks: (mais…)

Continue reading

Creme para Mãos Leite e Mel – Vivaz

Quem convive comigo sabe que eu não consigo ficar com as mãos ressecadas, quando sinto minha pele das mãos ficando seca não consigo nem mexer a mão, me dá uma agonia horrível e fico toda arrepiada. Isto acontece em diversas situações, seja após o contato com a água do mar, detergente, sabão em pó, ou simplesmente ao passar do dia. Para tratar deste problema mantenho sempre um hidratante para as mãos comigo, já testei vários e atualmente estou utilizando o creme para as mãos Vivaz leite e mel.

Fotor0822133336

Gostei deste produto, mas não é uma paixão. A absorção ocorre em tempo mediano e após a utilização do produto as mãos ficam um pouco mais macias e com a sensação de hidratadas sem ficar melecada. É necessário apenas uma pequena quantidade do produto (cerca de 1/3 do que está na foto) para a aplicação nas duas mãos.

De ponto negativo em minha opinião é o cheiro, o leite e mel me pareceu resultar em um cheiro de pomada para bebê. É meio enjoativo, mas por sorte logo após o produto ser absorvido este cheiro não permanece muito notável. Produto nota 7. 😉

Tem a venda na Panvel, paguei R$ 5,95.

Continue reading

Esmalte da Semana: Tweet’s – Impala

O esmalte esta semana é o Tweet’s que faz parte da coleção Rebelde da Impala. Ele é um verde azulado metálico, quando vi a cor achei linda e comprei, mas acabei não gostando muito dele nas unhas. Como passei e utilizei a semana toda de trabalho achei muito difícil fazer esta cor funcionar com os acessórios e roupas que usei.

Fotor0902122152

A durabilidade e mediana e cobertura dele não é muito boa, acabei passando 3 camadas, mais base e extra brilho.

Continue reading

Seriado: Anger Management

Fazem cerca de 6 anos que me encantei pelo mundo dos seriados, desde então assisti-los faz parte da minha rotina e todas as noites assisto ao menos um episódio antes de dormir.

Acompanho muitas séries e sempre que sai uma nova fico louca para conhecer. Me apego por personagens e sigo a trajetória dos atores conforme migram de um seriado para outro, sendo este o acontecimento que me levou a assistir Anger Management.

Fotor0822133759

Durante anos acompanhei Two and a Half Men, seriado que tinha como ator principal Charlie Sheen. Mal ele deixou a série e já apareceu como ator principal em outra série de comédia. Em Anger Management Charlie Sheen interpreta Charlie Goodson, um terapeuta que trabalha com grupos de pessoas que tem problemas de descontrole emocional resultando a crises de raíva.

Na série, que atualmente está na sua segunda temporada, vemos Charlie trabalhando em casa com um grupo de pacientes, trabalhando em uma prisão tratando um grupo de presos, sua amizade com um vizinho, a relação de Charlie com sua familia, a amizade colorida com uma colega terapeuta além de algumas cenas protagonizadas apenas pelos pacientes do grupo da terapia.

Definitivamente a série não está no meu top 5, 10 ou se quer 20. Para uma série de comédia ela deixa muito a desejar, as risadas normalmente acontecem em cenas onde existe um referência implicita à Two and a Half Men ou nas cenas entre os pacientes, que são personagens de personalidade extremamente caricata.

Se tivesse de dar uma nota para a série provavelmente seria 5. Não é boa, porém também não é ruim. Indico para ser assistida em paralelo a execução de alguma outra atividade, como pintar as unhas por exemplo. 😛

Fotor0821130411

Elenco:

  • Martin Sheen como Martin Goodson (pai de Charlie)
  • Shawnee Smith como Jennifer Goodson (ex-mulher de Charlie)
  • Charlie Sheen como Dr. Charlie Goodson
  • Noureen DeWulf como Lacey (paciente do grupo de terapia)
  • Michael Arden como Patrick (paciente do grupo de terapia)
  • Derek Richardson como Nolan (paciente do grupo de terapia)
  • Selma Blair como Dr. Kate Wales (terapeuta, amiga colorida de Charlie)
  • Barry Corbin como Ed (paciente do grupo de terapia)
  • Daniela Bobadilla como Sam Goodson (filha de Charlie)
Continue reading

Esmalte da Semana: Folk – Impala

Semana passada estive completamente compulsiva e como é fim de mês e a grana está curta foquei todo o meu consumismo compulsivo em esmaltes. Comprei 11 vidrinhos no total e tendo em vista que pinto as unhas semanalmente precisarei de dois meses e meio para testar todas! :O

A maioria das cores que comprei são escuras, como este Folk da Impala que foi o escolhido da semana. A cor dele é difícil de explicar, é algo como um bordô-ameixa com micro brilhinhos. Na foto do vidrinho ele ficou com um reflexo vermelho, mas este tom não aparece nas unhas.

Fotor0830123238

Passei duas camadas mais o extra brilho. A cobertura e a durabilidade são ótimas!

Continue reading

Filme: Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos

Dia 23 foi aniversário da minha irmã, fomos ao shopping fazer umas comprinhas e depois ao cinema. Como ela ainda não conhecia o Imax achamos que seria uma opção interessante, bastava escolher o filme. Ela queria ver Percy, mas como não tive tempo de assistir o primeiro filme da saga partimos para nossa outra opção: Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos.

Fotor082714045

Sinopse: Clary Fray presenciou um misterioso assassinato, mas ela não sabe o que fazer porque o corpo da vítima sumiu e parece que ninguém viu os envolvidos no crime. Para piorar a situação, sua mãe desapareceu sem deixar vestígios e agora ela precisa sair em busca dela em uma Nova Iorque diferente, repleta de demônios, magos, fadas, lobisomens, entre outros grupos igualmente fantásticos. Para ajudá-la, Fray conta com os amigos Simon e o caçador de demônios Jace Wayland, mas acaba se envolvendo também em uma complicada paixão. Fonte: Itaú Cinemas

O filme começa agradando quem gostou do filme Mirror Mirror por Lily Collins, os fãs de Game of Thrones por trazer Lena Headey e de Fringe pela presença de Jared Harris.

A história em partes parece um mix de Grimm, Supernatural, Harry Potter e Crepúsculo. Poderia ser uma grande bagunça, não fosse pelo fato de que deu certo!

Lily collins interpretou maravilhosamente bem Clary Fray. Não havia gostado muito de Mirror Mirror e talvez tenha até ficado com uma birrinha dela por causa disso, mas adorei a atuação dela neste filme, mudei completamente o conceito que tinha. É uma protagonista com atitude, expressão e emoção, diferentemente das protagonistas de crepúsculo e jogos vorazes. Não me entendam mal, adoro as atrizes e também os filmes das sagas Crepúsculo e Jogos Vorazes, mas a atuação delas nestes papéis eu detestei.

Outra coisa que me fez ficar apaixonada pelo filme é que pela primeira vez na história eu torço pelo casal principal!! 😀 Sempre preferi o casal secundário e isto me deixava frustrada visto que a história já estava escrita e não teriam, ao meu ver, um final feliz. Em Instrumentos Mortais o casal principal, formado por Clary Fray e Jace Wayland tem uma ótima química. (obs: não li os livros e me recuso a procurar spoilers, mas não acredito de que o impedimento de ficarem juntos seja verdadeiro, se for tenho muito pé frio :()

O filme conta com pouco mais de duas horas de muita ação, drama, fantasia e romance. Amei cada cena! Super recomendo! 🙂

Continue reading

Esmalte da Semana: Hit – Ana Hickmann

Como onde moro e onde trabalho não tenho opções de manicure por perto acabo sempre fazendo minhas próprias unhas, mas infelizmente neste caso a prática não leva a perfeição. Como vocês podem ver pelas fotos se eu fosse manicure iria passar fome, mas não desisto, sou apaixonada por esmaltes! Esmalte é algo baratinho, um alvo perfeito para consumistas pobres como eu. 😛

Fotor0820125222

O esmalte que passei esta semana foi o Hit da Ana Hickmann, que considero o laranja ideal para o meu tom de pele. Ele não é escandaloso, mas também não é nada discreto, é um meio termo perfeito.
Uma mão já fornece a cobertura perfeita, mas por mania acabei passando duas mais o extra brilho. Ele seca rápido, porém é o “fake seco”, algum impacto de maior intensidade acaba danificando . Pela textura dele não ser seca demais ele também tem uma durabilidade maior e demora mais para descascar.

Continue reading

Filme: The Bling Ring

Tem semanas que queremos muito ir ao cinema e não tem nenhum filme interessante em cartaz, já em outras falta tempo para assistir tantas opções. Esta semana foi uma dessas em que existem vários títulos atrativos e The Bling Ring foi o escolhido da vez, entre diversos títulos como Percy Jackson e o Mar de Monstros, Smurfs 2 e Gente Grande 2.

Fotor0819130554Sinopse: Nicki, Marc, Rebecca. Sam e Chloe, entre outros jovens de Los Angeles têm em comum uma vida meio vazia, de pais ausentes, como Laurie, mãe de Nicki, que não tem a menor noção do que as filhas estão fazendo nas ruas, durante o dia e, pior, durante a noite. Fascinados pelo mundo glamuroso das celebridades das revistas, como Paris Hilton, e artistas como Kirsten Dunst, o grupo começa a fazer pequenos assaltos na casa dessas pessoas, quando descobrem que entrar nas residências deles não é nada difícil. Cada vez mais empolgados com “os ganhos”, o volume dos saques desperta a atenção das autoridades, que decidem dar um basta nos crimes dessa garotada sem limites. Baseado em fatos reais. Fonte: Itaú Cinemas

Já sabia que não deveria criar grandes expectativas tendo em vista que é um filme baseado em fatos reais, mas infelizmente criei expectativas que não foram atendidas. Já que não existia muito o que ser inventado quanto a história imaginei que ao menos iriam explorar bastante a parte dos roubos em si e deles aproveitando cada item de propriedade alheia, cenas que seriam ótimas para ficarmos babando pelos closets famosos. Existiram sim estas cenas, mas não na quantidade/qualidade que eu esperava, tive a impressão de existirem muito mais cenas deles se drogando do que de fato realizando os roubos.

Achei o papel interpretado pela Emma Watson extremamente forçado, senti que ficou uma falsa imagem de uma pessoa falsa. Não sei se foi o fato que que para mim ela ainda é e sempre será a Hermione, mas achei a interpretação dela muito forçada comparada a das outras meninas. O lado bom é que foi esta interpretação forçada e algumas frases irônicas soltas que renderam risadas esporádicas durante a sessão.

Acabou o filme e fiquei com a impressão de um filme com baixa qualidade de filmagem/edição de imagem/roteiro. Um filme que não me agregou em nada, não gerou em mim nem alguma vontade maluca de ter um closet gigante, como eu achei que ficaria.

Continue reading

Filme: Círculo de Fogo

Depois de um longo tempo focada em trabalho e estudos consegui me organizar para voltar a blogar. O tempo ainda é curto, mas estou encontrando uma forma de conciliar o trabalho com este cantinho que tanto amo.

Para o primeiro post venho falar de Círculo de Fogo, o último filme que assisti. Vi no iMax, legendado, porém sem legendas. (What?) Acontece que a sessão estava lotada e fomos obrigados a pegar cadeiras na parte superior esquerda e devido ao tamanho da tela e número de pessoas na nossa frente apenas era possível ver sílaba-cabeça-sílaba-cabeça. Aí já viu né? Ou melhor, não viu. Sorte que atualmente o inglês já não é mais um problema para mim, então essa parte tirei de letra.

Fotor0815125513

Sinopse: Quando várias criaturas monstruosas, conhecidas como Kaiju, começam a emergir do mar, tem início uma batalha entre estes seres e os humanos. Para combatê-los, a humanidade desenvolve uma série de robôs gigantescos, os Jaegers, cada um controlado por duas pessoas através de uma conexão neural. Entretanto, mesmo os Jaegers se mostram insuficientes para derrotar os Kaiju. Diante deste cenário, a última esperança é um velho robô, obsoleto, que passa a ser comandado por um antigo piloto e uma treinadora. (Fonte: Itaú Cinemas)

Achei a história cheia de falhas e com pouquíssimas explicações. Quando acaba o filme e a história central foi concluída, mas diversas questões ainda parecem ficar sem uma resposta. Tratando-se de um filme com criaturas monstruosas não pode-se esperar muito de realidade, mas sinceramente me dá uma agonia estes filmes em que movimentações gigantes acontecem em pleno oceano e a margem não recebe nem uma marolinha como reação à ação.
Se a história é meio falha o mesmo não se pode dizer da imagem, é um ótimo filme de ação e neste sentido entretêm deliciosamente! O filme todo tem uma agilidade que não dá tempo de bater aquele soninho.

Vale a pena assistir o filme sem muita expectativa, apenas pelo entretenimento momentâneo. Aconselho ser assistido no cinema ou em uma super TV. 🙂

Continue reading